Troia

 

Atualmente, Troia é um sítio arqueológico na costa turca do Mar Egeu, no Monte Hisarlik. Na Antiguidade, o local abrigou cidades na estratégica entrada do Estreito de Dardanelos, que dava acesso ao Mar Negro, chamado pelos gregos de Ponto Euxino. A fama de Troia deve-se principalmente ao poema épico a Ilíada atribuída a Homero, escrita no século 8 aC, sobre a Guerra de Troia, ocorrida em cerca do século 13 aC. O nome do poema refere-se a cidade de Ílion, outro nome de Troia.

Há cerca de 5 mil anos, a área do sítio arqueológico de Troia abrigou uma cidade murada. Nessa época, povos orientais migravam para as Ilhas Gregas. No total, nove cidades foram categorizadas nesse mesmo sítio. As primeiras cinco cidades floresceram na Idade do Bronze, entre 3000 aC e 2000 aC. Eram todas muradas. Nesse tempo, floresceu a Civilização Minoica em Creta. As maiores civilizações estavam no Egito e na Mesopotâmia.

Por volta de 1700 aC, estabeleceu-se a Troia VI. Nos séculos seguintes, as Ilhas Gregas foram dominadas pela Civilização Micênica e os hititas dominaram a maior parte da Anatólia. A Troia VI era majestosamente fortificada, com palácios e edifícios administrativos. A Cidadela era circundada por habitações em um nível mais baixo, também fortificado. Era uma das maiores cidades na região do Mar Egeu, mas foi arrasada por um terremoto, em cerca de 1350 aC.

A Troia de Homero é normalmente identificada por arqueólogos como sendo a Troia VII. Essa Cidade teria sido reconstruída a partir de Troia VI. Estudos arqueológicos indicam que ela foi destruída com um massacre e um grande incêndio, por volta de 1250 aC. Teria sido a famosa Guerra de Troia, cujo contexto era uma grande rivalidade comercial entre Troia e o Reino de Micenas.

Segundo o poeta grego Homero, a Guerra de Troia foi provocada pelo rapto de Helena, esposa de Menelau, Rei de Esparta, por Páris, filho de Príamo, Rei de Troia. Menelau buscou o apoio de seu irmão Agamemnon, Rei de Micenas, que uniu forças gregas para a Guerra. Troia foi cercada por dez anos e finalmente invadida devido ao estratagema do Cavalo de Troia. Da Guerra de Troia são conhecidos heróis como Aquiles, Heitor, Ajax, Ulisses (herói da Odisseia) e Eneas (herói da Eneida). A Ilíada tornou-se um dos maiores clássicos na História da Humanidade. Cabe lembrar que Homero era um poeta e não um historiador. Seu texto era envolvido por tramas dos deuses, por exemplo, o que levou muitos acadêmicos, do século 19, a acreditarem que era tudo mitologia.

No século 8 aC, gregos vindos da Ilha de Lemnos, estabeleceram a Troia VIII, mas sem a pujança de outrora. Tempos depois, os gregos fundaram Bizâncio, que se tornou Constantinopla e a principal cidade a controlar o tráfego marítimo entre o Mar Negro e o Mediterrâneo.

Em 188 aC, os romanos identificaram Troia. Em 85 aC, Troia foi saqueada durante a guerra entre os romanos e o Reino do Ponto (Euxino), pelo domínio da Anatólia. A Troia IX é a do período romano, reconstruída em torno de 20 aC, com a visita do Imperador Augusto. Por volta de 29 aC a 19 aC, o poeta romano Virgílio escreveu a Eneida, um poema épico em que relata a saga do guerreiro troiano Eneas, que deixou Troia após o incêndio pelos gregos. Eneas navegou pelo Mediterrâneo em uma epopeia e foi parar na Península Itálica. Virgílio atribuiu a ele a fundação de Roma. Troia ficou isenta de impostos e a Cidade prosperou por algum tempo. No ano 147 da Era Cristã, os romanos celebraram, com grandes festividades, os 900 anos de fundação de Roma, segundo a Eneida.

No século 3, Troia estava novamente decadente e foi saqueada pelos godos no ano 262. No século 6, um terremoto danificou muito Troia. A Cidade foi novamente abandonada no século 9 e reocupada no final da Idade Média. Maomé II, imperador otomano, visitou as ruínas de Troia, em 1462, mas a Cidade foi finalmente abandonada durante o período otomano.

A busca para reencontrar a Troia de Homero ocorreu no século 19, embora grande parte dos acadêmicos, nessa época, acreditassem que a Guerra de Troia era mitologia e não haveria o que buscar. A região onde ela estaria localizada era conhecida, mas não o local específico. Em seu Atlas de 1806, por exemplo, Eustache Hérisson identificou as ruínas de Troia. Em 1822, o jornalista escocês Charles Maclaren sugeriu que ela estaria no Monte Hisarlik. Alguns acadêmicos acreditavam, no entanto, que a lendária Troia estaria em Bunarbashi, perto, ao sul de Hisarlik. Em 1860, o diplomata inglês e arqueólogo amador Frank Calvert, que vivia no Império Otomano, começou um trabalho de exploração em Hisarlik. Foi Calvert quem convenceu o alemão Heinrich Schliemann a escavar lá. As escavações de Schliemann ocorreram entre 1870 e 1890, quando veio a falecer. Wilhelm Dörpfeld, outro arqueólogo alemão, continuou as escavações em 1893-94. Antes das escavações, o Monte Hisarlik tinha 32 metros de altura acima da planície. Schliemann e Dörpfeld identificaram camadas de diferentes períodos, categorizadas como sendo de nove cidades. Na divulgação dos trabalhos, Schliemann tomou para si todo o crédito das descobertas e, assim, acreditou-se até os anos 1990, quando foram divulgadas informações de que Calvert teria sido o verdadeiro explorador pioneiro em Hisarlik.

Outras escavações foram feitas, em 1932–38, dirigidas pela Universidade de Cincinnati (EUA), e mais escavações, em 1988-2005, coordenadas pela Universidade de Tübingen (Alemanha). Os achados foram catalogados pela Unesco, que listou o Sítio Arqueológico de Troia como patrimônio da humanidade, em 1998.

Mais: História da Turquia

 

Troia

 

Turquia

 

Chegada de Helena em Troia, cena do filme Troia (2004). Segundo Heródoto, Páris teria aportado no Egito, devido aos ventos contrários. Ao saber do crime, o Faraó deixou Páris partir, mas manteve Helena e seus tesouros em Mênfis, para serem devolvidos aos gregos.

 

Mapa Troia

 

Historia Turquia

 

A bela Diane Kruger, como Helena, em Troia (2004). Homero sabia que toda boa história tem sua musa. Na Ilíada, Helena é envolvida pela trama dos deuses.

 

Mausoleu Halicarnasso

 

Historia Grecia

 

 

Mais Mapas da Turquia

 

Turquia

 

Parte das ruínas em Troia.

 

Parte das ruínas em Troia.

 

Ruinas Troia

 

Inscrições grego

 

Muros Troia

 

Anfiteatro

 

Muro Troia

 

Anfiteatro da época romana.

 

Hisarlik

 

Ruínas de Troia VII.

 

Vista de Hisarlik após as primeiras escavações, entre 1871 e 1873. Ilustração publicada, em 1875, no livro Troy and its remains... de Schliemann.

 

Helana

 

Copyright © Guia Geográfico - História da Humanidade, Troy.

 

Por Jonildo Bacelar

 

Map from National Geographic's MapMaker Interactive (editado).

 

Troia

 

 

 

 

 

Divulgação

 

 

Divulgação